Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.

Comunicados

Entre 24 e 31 de maio, a marca de ótica, em parceria com a CooperVision ofereceu Lentes de Contacto que impedem o avanço da Miopia a crianças e jovens referenciados pela Helpo ONG

No seguimento do apadrinhamento da Helpo pela MultiOpticas há cerca de 10 anos, a marca de ótica celebra em conjunto com esta ONG, a semana da Sensibilização para a Miopia, entre 24 e 31 de maio.

Uma imagem com pessoa, homem, em pé, janela

Descrição gerada automaticamenteCom o objetivo de desenvolver a ação em conjunto com as crianças e jovens da HELPO ONG, no dia 31 de maio nas instalações da HELPO-BRINCA foi lançada uma iniciativa de promoção de uso de lentes de contacto da marca CooperVision ?MiSight® 1 day? junto de crianças e jovens em idade escolar, visando promover o uso de lentes de contacto com a capacidade de travar o avanço da miopia e simultaneamente permitir maior liberdade para o exercício de atividades desportivas nos jovens.

Esta iniciativa insere-se na Política de Responsabilidade Social da MultiOpticas, à qual se junta um dos seus parceiros na área de Lentes de Contacto ? a CooperVision, e possibilitará a estas crianças e jovens utilizar estas lentes de contacto especiais gratuitamente durante 1 ano.

Todos os participantes nesta iniciativa realizaram um exame visual por um optometrista credenciado para aferir a sua acuidade visual e perceber quem necessita de correção para poder vir a adaptar este tipo de lentes.  

Neste Dia Mundial da Criança, nada melhor do que Cuidar da Visão das gerações futuras, prevenir, travar e sensibilizar para a miopia que afeta 2,6 biliões de pessoas em todo o mundo, das quais 312 milhões têm menos de 19 anos. A hereditariedade ainda é considerada a principal causa para o desenvolvimento da miopia, no entanto, fatores ambientais e comportamentais, como o excessivo tempo de uso da visão ao perto nos telemóveis e computadores e o sedentarismo, também têm contribuído para o crescimento destes números.

É na infância e na adolescência que, normalmente, surge esta condição, que tende a progredir com o passar dos anos, sendo que a deteção e a compensação atempadas ajudam a estabilizar a evolução do problema.

 

Fonte: Green Media
Facebook Linkedin Twitter Pinterest

Tem um projecto em mente?

Teremos o maior prazer em concretizá-lo.