Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.

Artigos de Opinião

Há realmente sempre algumas surpresas nos períodos mais difíceis da história. Este ano, gostava de salientar as ?estrelas? que entretanto se revelaram nas empresas e nas agências pela capacidade que tiveram, extraordinariamente neste período, de se reinventar.

Marcas, conceitos, produtos – este foi o biénio em que assistimos à maior quantidade de novas ideias e campanhas diferentes no mercado. Num segmento, tão altamente competitivo, revelaram-se os CR7 que existem nas empresas e nas agências marcando uma época inigualável na história do marketing em Portugal. Foi o ano dos Melhores para os Melhores!

Reinventar não é só criar e ter ideias, é ter a coragem de adoptar, implementar e vender conceitos novos, que o mercado desconhece e afirmá-los com sucesso no final do ano. Há um risco que tendencialmente, parece que se descura, principalmente quando o sucesso chega e não deixa dúvidas de que seria inequívoco. Pois é precisamente nesta fase que eu gostaria de acentuar a reflexão. É neste risco, que se salta sempre tão rapidamente que reside o momento em que se decide. É arrojado! Tem adrenalina! É um tudo ou nada! E enfrentar sem medo, uma circunstância destas, num contexto de mercado tão difícil é realmente um ato de coragem e bravura.

É este risco do incerto pelo certo que antecede os resultados, pois esses reflectem-se depois nos números e o Sucesso, no êxito que alcançaram.

Parabéns a todos os que “encontraram o CR7 dentro de si ou da sua empresa”! Haja muitos “atletas de alta competição” no tecido empresarial que, como o Cristiano Ronaldo que inspirem Portugal. Parabéns a todos os que atravessaram esta tempestade com esta atitude no mercado e nela deixaram uma marca que agora está na história. PARABÉNS a todos os CR7 do setor!

Isabel Augusto
Diretora-Geral da Green Media
Facebook Linkedin Twitter Google + Pinterest